Penedo

De WikiAlagoas

Penedo

 = Etimologia =

Em excelente posição estratégica, majestosamente situada à margem esquerda do Rio São Francisco, a 44 quilômetros de sua foz, primitivamente edificada numa pequena colina cuja rocha lhe empresta o nome, a cidade, que é o maior centro de arte barroca e neoclássica do estado de Alagoas, já foi povoado, Vila de São Francisco, Vila do Penedo do Rio São Francisco e, finalmente, Penedo, denominação esta oficializada em 1842. Penedo é sinônimo de pedra, de rocha, portanto, seu topônimo é em razão do grande penedo sobre o qual se assenta.

 = História =

O povoado, fundado por Duarte Coelho Pereira,foi elevado a vila de São Francisco em 1636 e em fins do século XVII passou a ser denominada Penedo do Rio São Francisco. É cidade desde 1842. Sua arquitetura atrai turismo de numerosas origens. A Igreja de Santa Maria dos Anjos é uma das obras primas mais visitadas. Entretanto, os historiadores alagoanos discordam quanto a sua origem. Uns dizem que a criação do povoado está relacionada a Duarte Coelho Pereira, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco. Os que discordam, afirmam que o responsável foi Duarte Coelho de Albuquerque, segundo donatário da Capitania, que herdou do pai. Entre os que defendem essa hipótese está Craveiro Costa, para quem a conquista de Alagoas começou em 1560. Duarte Coelho de Albuquerque organizou duas bandeiras, uma com destino ao norte de Olinda e outra para o sul. A bandeira que se dirigiu ao sul, à qual se incorporaram o próprio Duarte Coelho de Albuquerque e seu irmão, atingiu o rio São Francisco entre 1560 e 1565 e teria dado origem ao povoado.

A primeira sesmaria registrada na região data de 1596; outras foram distribuídas e, a partir de 1613, na sesmaria recebida por Cristóvão da Rocha, acredita-se ter sido fundado oficialmente o povoado.

Patrimônio histórico

Igreja de Nossa Senhora das Correntes
Igreja e Convento de Nossa Senhora dos Anjos

A cidade também tem parte de seu patrimônio histórico preservado, com destaque para a Igreja de Nossa Senhora da Corrente, tombada pelo IPHAN e considerada uma das mais belas do país, com detalhes arquitetônicos do barroco, rococó e neoclássico, e decorada com azulejos portugueses do Império e piso de cerâmica inglês. Ao lado, encontra-se o Paço Imperial, hospedagem de Dom Pedro II em 1859, onde estão expostas porcelanas, mobiliário e objetos que contam parte da história da cidade e do Brasil. O ilustre visitante, segundo conta o imaginário popular, teria dito que "o local é muito bonito e creio que deveria estar aqui a capital da Província".

Outras edificações de destaque são a Igreja e o Convento de Nossa Senhora dos Anjos, do século XVIII, com detalhes barrocos; e a Igreja de São Gonçalo Garcia. A cultura ribeirinha, expressa pela localização da cidade às margens do Rio São Francisco, também é encontrada nos casarios e ruas de Penedo.

A Primeira Igreja Batista de Penedo é a segunda evangélica mais antiga do estado que conta com aproximadamente 108 anos de história.

Atualmente uma das mais conhecidas a Igreja Batista Missionária, Missão Nova Peniel(RJ), chegou na cidade de Penedo, e possui uma gama de eventos que reúne muitos jovens da cidade, fazendo assim uma importante história nessa cidade.


Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Penedo, pelo decreto lei 12-04-1636. Instalado em 19-09-1658. Sede na povoação de Penedo. Elevado á condição de cidade com a denominação de Penedo, pela lei provincial nº 3, de 18-04-1842. Pela lei nº 82, de 20-07-1895, o município de Penedo adquiriu o extinto município de Triunfo, como simples distrito. Pela lei nº 162, de 28-05-1897, desmembra do município de Penedo o distrito de Triunfo. Elevado à categoria de município. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisões territoriais datada de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído do distrito sede. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. O município de Penedo está inserido na bacia hidrográfica do Rio São Francisco, que banha a sede do município.

[editar] Economia e Turismo

Sua principal fonte de renda provem da atividade primária, com o coco, o arroz, a pesca e a cana-de-açúcar.

A cidade do Penedo foi incluída como um dos sete destinos turísticos pelo fórum mundial de turismo de 2005 do Movimento Brasil de Turismo e Cultura (MBTC).

Merece especial atenção na cidade a Fundação Casa do Penedo, fundada em 1992, tem por objetivo a preservação da memória da cidade, em especial do seu patrimônio artístico e cultural.

= Cultura = 

Festividades

Bom Jesus dos Navegantes
Penedo é uma cidade a beira de um dos principais rios brasileiros, o São Francisco, como sempre a população de maioria católica sempre acontece festejos do gênero,assim estamos falando da maior festa das cidades ribeirinhas do Velho Chico, a Festa de Bom Jesus dos Navegantes. 

Carnaval A cidade se enfeita,a população sai de casa e se anima em uma das grandes festas da região sul de Alagoas são vários blocos que animam a cidade. Os mais famosos são Batuqueiros de Penedo, Legião de Amigos e Raquel (que existe há setenta anos).

= Filhos Ilustres =

Penedo é berço de muitas figuras ilustres:

Barão de Penedo (1815-1906) - O Barão de Penedo, que, da Inglaterra, atendeu a pedido de auxílio da Filarmônica de sua cidade natal, distinguiu-se também diplomaticamente junto à Santa Sé (1873) na "Questão Religiosa". Salientou-se sobretudo como presidente da Comissão Brasileira na Exposição Universal de Paris, contribuindo com seus escritos para o realce do país, sendo condecorado pelos seus esforços com o título de Barão.

Manoel Joaquim Fernandes - Nascido em 17 de março do 1802. Também exerceu cargos relevantes no Governo, e foi Deputado. Autoridade em Ciências Físicas, com renome internacional. Morreu em 1840, na Bahia, deixando uma lacuna irreparável.

Frei José da Santa Engrácia - Da Ordem Franciscana. Erudito, pregador eloqüente, músico e autor de muitas peças desta arte. Foi professor do Convento de São Francisco. Faleceu no ano de 1828.

Dom Jonas de Araújo Batinga - Nascido em 24 de marco de 1865. Ordenou-­se sacerdote em Fortaleza. Foi reitor do Seminário de Maceió. Elevado a dignidade de bispo de Penedo, Diocese do rio São Francisco, por Bento XV em 1918.

Dr. José Maurício Fernandes Pereira de Barros - Nascido no dia 17 de março de 1802. Fez o seu curso superior de medicina na Europa. Regressando ao Brasil foi eleito deputado a assembléia geral em 1834/1838 por Alagoas. Foi depois eleito Presidente da Província do Espírito Santo.

Ernani Otacílio Méro - Nascido em 15 de fevereiro de 1925. Recebeu lições de patriotismo, civismo, dignidade e humanismo. Professor pesquisador e Historiador gráfico, desde o ano de 1974 vinha escrevendo sobre a História Oparina, contribuindo dessa forma para o conhecimento do nossa terra. Faleceu em Maceió, em 24 de janeiro de 1997.

Eduardo Pinheiro Lobo - Nasceu em dezembro de 1876. É considerado o "Pai das Relações Públicas no Brasil", por ter sido o pioneiro dessa atividade profissional em nosso país, implantando na direção do 1° Departamento de Relações Públicas de que se tem conhecimento, diretrizes fundamentais que sobrevivem até hoje, ao lado de novas técnicas. É formado em Engenharia na Inglaterra e veio a falecer em 15 de fevereiro do 1933.

Antônio de Freitas Cavalcanti - Nascido no dia 17 de dezembro do 1908. Formado pela Faculdade de Direito do Recife. Antes de colar grau fez parte de uma Embaixada Universitária em Buenos Aires. Depois de formado residiu em Belo Horizonte, onde cursou Jornalismo Político. Em Maceió, Dirigiu o jornal "Diário do Povo" e exerceu várias funções na administração do estado. Foi diretor da Imprensa Oficial. Nomeado professor de Teoria Geral do Estado, pela Faculdade de Direito de Alagoas, exerceu sempre a profissão de advogado com brilho e relevo notavelmente no foco criminal. Iniciou sua carreira política em 1935, sendo eleito Deputado Estadual.

Comendador José da Silva Peixoto - Pessoa de suma importância para a cidade de Penedo, tanto que há um busto seu na praça Jácome Calheiros, o edifício "José da Silva Peixoto" que é sede do BNB e o maior colégio estadual da cidade para sua homenagem, além de um conjunto residencial em Maceió, no Jacintinho. Nasceu em 1899. Industrial de sucesso em Neópolis-SE, investia o mais que podia em sua querida terra Natal. Em 1928 doou sua quadra particular de tênis para fundar o hoje octagenário Penedo Tênis Clube. Junto com seu filho Roberto Peixoto, trouxe energia elétrica gerada por Paulo Afonso à Penedo, atravessando o Rio São Francisco. Penedo foi a primeira cidade do interior de Alagoas com energia ininterrupta gerada em Paulo Afonso. Em 1956 iniciou a construção do então melhor Hotel de Alagoas, o Hotel São Francisco inaugurado em 1962. Ainda é a melhor hospedagem em Penedo até os dias de hoje. Junto com ele, o cine-teatro São Francisco que foi palco do Festival de Cinema Brasileiro de Penedo, que contou com presenças ilustres como as de Cacá Diegues, Lima Duarte, Milton Gonçalves, Glória Menezes, Vera Fischer,dentre outros e onde houve grandes apresentações de artistas de renome como: Roberto Carlos, Djavan, Fagner, dentre outros. Faleceu em 1977, trazendo muita tristeza para a cidade que ele tanto ajudou.

Outros filhos ilustres: 'Elísio de Carvalho' (1880 - 1925); 'Sabino Romariz' (1873 - 1913); 'Inácio Joaquim Passos Júnior' (1811 - 1868 ); 'Inácio de Barros Leite'; 'Fulgino da Silva Lessa' (1825 - 1908 ); 'José Vicente de Araújo Batinga' (1850-1883); 'Ulisses Batinga'(1886 - 1918); 'Machado de Lemos' (1838 -1910), 'Dr. Jairo Leite', 'Ernani Mero', 'Dr. Raimundo Marinho', 'Dr. Alcides Andrade','Tales Cristenes de Oliveira Milo', nascido em 1976 em Penedo-Al , escritor de pensamentos de reflexão e filho da senhora ilustre professora 'Geonias de Oliveira Milo'.

[editar] Religião

Igreja de São Gonçalo Garcia Igreja da Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Igrejas evangélicas
  • Primeira Igreja Batista de Penedo (a mais antiga entre as evangélicas)
  • Igreja Batista Missionária
  • Igreja Assembléia de Deus
  • Igreja Maranata
  • Igreja Adventista do 7º Dia
  • Igreja Do Evangelho Quadrangular
  • Igreja Universal do Reino de Deus
  • Igreja do Nazareno
  • Igreja Internacional da Graça de Deus
  • Igreja Pentecostal Unção de Deus
  • Igreja Pentecostal Renascente em Cristo
  • Igreja Assembleia de Deus Madureira
Igrejas católicas
  • Catedral Diocesana
  • Igreja de Santa Luzia
  • Igreja de Nossa Senhora das Correntes
  • Igreja de Santa Maria dos Anjos, o convento franciscano.
  • Igreja de São Gonçalo Garcia
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos
  • Igreja São Francisco de Assis



b

Ferramentas pessoais
Secretaria de Planejamento