Maragogi

De WikiAlagoas
Localização do município de Maragogi no mapa do Estado de Alagoas

Tabela de conteúdo

Etimologia

Outro nome de município que é herança dos nossos antepassados indígenas. Refere-se ao rio que banha a cidade e a região, e é uma corruptela da palavra “ma-ra-ú-hy”, ou seja, rio das “maraúbas”, ou melhor, “rio dos maracujás”. Em momentos de sua rica história nos períodos colonial e imperial, a povoação foi chamada de Gamela pelos governantes, e depois de Vila Isabel. Quando a vila foi promovida à cidade em 1892, consagrou-se a denominação que era mais lembrada e prezada pelo povo do lugar: Maragogi.
Maragogi.jpg

Demografia

O Município foi criado em 1875, desmembrado de Porto Calvo. Segundo o censo 2010 do IBGE, a população total residente é de 28.739 habitantes, dos quais 14.515 do sexo masculino e 14.223 do sexo feminino . São 18.625 os habitantes da zona urbana e 10.124 os da zona rural.


Dados tabulados sobre a População de Maragogi

Índice de Desenvolvimento Humano

0.574

Área da unidade territorial

334,044 km²

Estabelecimentos de Saúde SUS

12 estabelecimentos

Matrícula - Ensino fundamental - 2012

6.005 matrículas

Matrícula - Ensino médio - 2012

1.034 matrículas

PIB per capita

4.522,26 reais

População residente que frequentava creche ou escola

10.718

História

A Guerra dos Cabanos começou como um movimento restaurador armado, que tinha por objetivo trazer de volta ao trono do Brasil, o Imperador D. Pedro I, que renunciara e voltara a Portugal. A guerra inicia-se entre maio e junho de 1832, com os levantes de Antônio Timóteo de Andrade, em Panelas de Miranda, no agreste pernambucano, e João Batista de Araújo, na praia de Barra Grande, hoje povoado do município de Maragogi. Em 26 de Outubro de 1832, tropas provinciais matam em combate, no reduto do Feijão, o líder Antônio Timóteo de Andrade e o Almirante Tamandaré prende o líder João Batista de Araújo em sua casa, na praia de Barra Grande. Entre novembro de 1832 e janeiro de 1834, a chefia da guerra passa para as forças populares, sendo o comandante geral Vicente de Paula líder supremo da Insurreição Cabana. Unificou a chefia insurrecional e buscou apoio dos negros Papa-Méis, que viviam fugidos da escravidão nas matas. Iniciou os ataques aos engenhos-de-açúcar para libertar os negros escravos. Por um curto período teve o apoio dos índios kariri, das aldeias de Jacuipe, dos índios fulniô de Águas Belas, dos índios Xucuru de Palmeiras dos Índios, dos índios Garanhuns e dos índios de Escalas. Os primeiros arraiais guerrilheiros são erguidos nas matas de Imbiras, Barra de Piabas e Piabas. Os cabanos, numa manobra guerrilheira tentam tomar o povoado da Barra Grande, mas são postos em fuga pelas tropas provinciais acantonadas ali. E recuam sob forte tiroteio até o povoado de Gamela (hoje cidade de Maragogi), e de lá chegam à praia de São Bento, onde cabanos feridos se curavam dos ferimentos à bala. Ocorre então a matança de São Bento, tendo as tropas provinciais morto à bala e à facada todos os cabanos encontrados. Os negros papa-méis (assim chamados os negros escravos que fugiam da escravidão dos engenhos e se escondem nas matas) aderem à insurreição e mudam os rumos da guerra: lutam os cabanos agora pela libertação dos escravos, atacando inclusive os engenhos de açúcar e ocupam terras onde constroem seus arraiais guerrilheiros. A guerra termina em janeiro de 1850, quando foi preso Vicente de Paula nas matas do Mato Frio pelas tropas provinciais e enviados ao presídio de Ilha de Fernando de Noronha. Morreu no engenho Marvano, em Jacuipe.

Geografia

Localização

O município de Maragogi está localizado na região norte-nordeste do Estado de Alagoas,limitando-se a norte com o Estado de Pernambuco, a sul com Japaratinga e com o Oceano Atlântico,a leste com o Oceano Atlântico e a oeste com Jacuípe e Porto Calvo. A área municipal ocupa 333,57 km² (1,20% de AL), inserida na meso-região do Leste Alagoano e na micro-regi ão do Litoral Norte Alagoano, predominantemente na Folha Sirinhaém (SC.25-V-A-IV) e, parcialmente, na Folha Porto Calvo (SC.25-V-C-II), ambas na escala 1:100.000, editadas pelo MINTER/SUDENE, em 1989.

A sede do município tem uma altitude de aproximadamente 5 m e coordenadas geográficas de 09°00’43,2’’ de latitude sul e 35°13’19,2’’ de longitude oeste.

O acesso a partir de Maceió é feito através da rodovia pavimentada AL-101, com percurso em torno de 111 km.

Características Territorial

Clima

O clima é do tipo Tropical chuvoso com ver ão seco. O período chuvoso começa no outono/inverno tendo início em dezembro/janeiro e término em setembro. A precipitação m édia anual é de 1309,9 mm.

Vegetação

A vegetação é predominantemente do tipo Floresta Subperenifólia, com partes de Floresta Hipoxerófila.

Solos

Solos da cidade de [[Maragogi] são representados pelos Latossolos nos topos planos, sendo profudos e bem drenados; pelos Podzólicos nas vertentes íngremes, sendo pouco a medianamente profundos e bem drenados e pelos Gleissolos de Várzea nos fundos de vales estreitos, com solos orgânicos e encharcados.

Relevo

O relevo de Maragogi faz parte das unidades das Superfícies Retrabalhadas (60% aproximadamente), que é formada por áreas que têm sofrido retrabalhamento intenso, com relevo bastante dissecado e vales profundos. Na região litorânea de Pernambuco e Alagoas, é formada pelo “mar de morros” que antecedem a Chapada da Borborema, com solos pobres e vegetação de floresta hipoxerófila. O restante da sua área (cerca de 40% ), se insere na unidade geoambiental dos Tabuleiros Costeiros que compreendem platôs de origem sedimentar, çom alto grau de entalhamento variável, ora com vales estreitos e encostas abruptas, ora abertos com encostas suaves e amplas várzeas.

Geologia

O município de Maragogi encontra-se geologicamente inserido na Província Borborema, representada pelos litótipos da Suíte Itaporanga, Grupo Barreiras, Depósitos de Pântano e Mangues,Depósitos Flúvio-lagunares e Depósitos Litorâneos.

Hidrografia

O município de Maragogi é banhado em sua porção W pelo Rio Salgado e seus afluentes, osRios Horta, Carvão e Utinga, al ém do C órrego Riach ão e do Riacho Malula ou Estevão; na porção E, pelos Rios dos Paus e Maragogi, além dos Riachos Cachoeira e Conceição e do Córrego dos Paus.

Na Porção NE, limitando o município, o Rio Persinunga e o Riacho Ponta do Mangue. A leste o município é banhado pelo Oceano Atlântico, onde deságua todo o esse sistema fluvial. O padrão de drenagem predominante é o dendrítico

Rios

-Do rio salgado e seus afluentes e brejos, que alcança o mar nos Catités do São Bento

-Do rio Maragogi, formada pelo homônimo e seus sistemas flúvio-lagumar do Camacho, ilha do Coelho brejo do Junqueiro e riacho Levadão

-Do rio dos Paus ou Ojebire (como lhe chamavam os índios) com seus salgados de manguezais e a restinga do Arisco

-Do rio Persinunga, cujos afluentes da margem direita são os riachos Maciáguaçu e Taúba, e da esquerda o rio Timboataba.

Política Municipal

Prefeito: Marcos Madeira (PTB)

Vice-Prefeito: João Cassiano

Chefe de Gabinete: Rildson Silva

Praça Guedes de Miranda, 30 - Centro. Maragogi - CEP: 57955-000

Telefone: 82 3296.1226

E-mail: gabinete@prefeiturademaragogi.com

Economia

De acordo com o IBGE, a atividade pecuária do município de Maragogi é contabilizada de acordo com a quantidade de: asininos, bovinos, caprinos, eqüinos, galinhas, galos, leite, muar, ovinos, ovos de galinha, suínos e vacas ordenhadas.

Já a atividade agrícola do município, é contabilizada de acordo com a quantidade de: abacaxi, arroz, banana, batata-doce, cana-de-açúcar, coco-da-baía, feijão, laranja, limão, mamão, mandioca, manga, maracujá, milho.

No quadro ao lado, podemos analisar a produção dos referidos gêneros no município de Maragogi, entre os anos de 2003 e 2008.

Produção Agrícola
Produção Pecuária

Comunicações

Rádio Maragogi FM 97.3 - Maragogi / AL

Transportes

Como chegar - Rodovias

Maragogi está no norte de Alagoas, equidistante de Maceió e Recife, já no estado vizinho. As agências de receptivo do destino fazem o serviço de transfer desde os dois aeroportos, embora a estrada a partir da capital do Pernambuco apresente melhores condições.

Partindo de carro de Maceió, são 131 km até Maragogi, pela AL-101 Norte. De ônibus, são cerca de três horas de viagem. Uma alternativa é fazer o trajeto de van, contratando os passeios que partem diariamente da capital alagoana rumo às galés de Maragogi.

A partir de Recife, de carro, a viagem de 125 km começa pela BR-101 e segue pelas rodovias PE-038 e PE-060, até encontrar a AL-101 Norte, rodovia que dá acesso a Maragogi. De ônibus, são duas horas de Recife até Maragogi. Não há rodoviária em Maragogi, apenas paradas para os passageiros dos transportes de ônibus ou vans intermunicipais.

Frota do munícipio

  • Automóveis: 444: 49,1%
  • Caminhões: 31: 3,4%
  • Caminhões-trator: 0: 0%
  • Caminhonetes: 51: 5,6%
  • Micro-ônibus: 66: 7,3%
  • Motocicletas: 247: 27,3%
  • Motonetas: 47: 5,2%
  • Ônibus: 18: 2%
  • Tratores: 0: 0%

Cultura

Baianas é um grupo de dançarinas com trajes de baianas, que dançam e fazem evoluções, vem dos maracatus de Pernambuco, com elementos dos Pastoris e dos Cocos.

Bumba-Meu-Boi é uma manifestação que celebra o boi, representado em quase todo o Brasil, com pequenas variações de nome e estilo. O "boi", uma armação de madeira recoberta de tecido vistoso, é conduzido por dois vaqueiros, entre danças e trejeitos, no meio da multidão.

Cavalhada, é uma corrida de cavalos, em que os competidores são divididos em cordão azul e encarnado e tentam tirar, com uma lança, o maior número de argolas suspensas.

Chegança conta a vida dos portugueses marinheiros que participaram da colonização do Brasil.

Côco Alagoano, dançado principalmente em época de festa junina, surgiu no Quilombo dos Palmares, terra do negro Zumbi. Dança cantada, sendo acompanhada ela batida dos pés ou tropel.

Fandango, ao contrário do sul do Brasil, onde é um baile com dança de pares, de origem espanhola, este auto é uma dança dramática com motivo náutico, com forte inspiração portuguesa.

Guerreiro, é um folguedo alagoano, com os figurantes com roupas coloridas, imitando os trajes da nobreza colonial, retrata através de suas peças as belezas do Estado e é dançado principalmente no Natal.

Pastoril anuncia o nascimento de Cristo, é o mais popular e difundido folguedo natalino. Onde participam apenas moças, divididas em dois cordões, o azul e o encarnado.

Quilombo é uma adaptação alagoana de danças que representam lutas, ora entre brancos e negros, ora índios, ora mouros e cristãos.

Reisado, de origem portuguesa, no período natalino, músicos e dançadores vão de casa em casa anunciando o nascimento de Jesus.

Taieiras, uma dança cortejo de caráter religioso afro-brasileiro que faz louvação a São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, padroeira dos pretos.

Toré de Índio: Para os índios Xucurus-Cariris, EI-UKa é o senhor do mundo e criador de todas as coisas. Toré é o verbo encarnado, elemento de ligação entre EI-UKA e os homens. Corresponde a Jesus dos católicos.

Entre outras manifestações folclóricas temos: o Caboclinho, o Presépio, os Bandos, o Mané do Rosário, os Gigantões, os Ursos de Carnaval, O Toré de Xangó, a Dança de São Gonçalo, a Roda de Adultos, entre diversos outros.

Artesanato

O Município de Maragogi possui um artesanato muito bem elaborado. Diversos artesões trabalham várias matérias primas como a fibra da bananeira, casco do coco, escamas de peixe, sementes e garrafas PET entre outros,dentre esses artesanatos vem se destacando nos dois ultimos anos um artesanato divercificado que é composto desde bijuterias,biscuit,aplicações com pedrarias em chinelos,fuxico,pintura e etc,que são expostos ão publico em uma feira na orla de Maragogi nos finais de semana e grandes feriados no periodo noturno,com isto vem se consolidando como referencia de artesanato local graças a percistencia e a fibra das mulheres artesãs desta cidade,que mesmo com grandes dificuldades financeiras e também sem muito apoio do poder gestor local estão conseguindo o seu espaço merecido.Dentre esses grupos vem se destacando a associação AMARATIVA que alem de tudo vem se organizando e esta enserido na economia solidaria.

Figuras Ilustres

Francisco Nogueira Castelo Branco - Vice Presidente da Província, no Império

João da Rocha - Advogado

João Batista Acioly - Governador do Estado e Senador da República

Thomaz Cisneiros Wanderley - Juiz

Francisco da Rocha Holanda Cavalcanti - Deputado Estadual

Esperidião Nogueira - Juiz

Dirceu Lindoso - um dos maiores historiadores do estado

Turismo

Maragogi segundo pólo turístico do estado de Alagoas, fica entre Maceió e Recife a aproximadamente 125 Km. de cada uma. Conhecida por suas belezas naturais e extensos coqueirais a cidade é um convite para o descanso. Tem diversos hotéis, pousadas e restaurantes a maioria a beira mar.

A 5 km da costa recifes de corais formam as piscinas, ideais para mergulho. São protegidas pela Área de Preservação Ambiental Costa dos Corais. Chega-se pela Praia de Maragogi. Os principais hotéis e restaurantes fazem o passeio.

Pontos turísticos

O Engenho Marrecas é conhecido por ter sido cenário da novela "A Indomada", produzida pela TV Globo.

O Engenho Jenipapo é marcado por ter sido cenário da Guerra dos Cabanos, guardando ainda marcas de balas do confronto da Revolução pernambucana de 1817.

Gastronomia

Religião

No Censo 2010 foram avaliadas as religiões, distribuídos em religião católica apostólica romana, espírita e evangélicas.

Religião Católica Apostólica Romana

População 12.239 Porcentagem 42.57%

Religião Espírita

População 99 Porcentagem 11%

Religião Evangélica

População 9.370 Porcentagem 35%

Esportes

Os ventos bons e a água calma fazem de Maragogi o lugar ideal para a prática de esportes de vela como windsurf ou kitesurf. Todo ano se realiza no fim do mês de outubro ou início de novembro o Festival de Velas de Maragogi uma das etapas da Copa Brasil de Windsurf. Também é realizada uma competição entre os jangadeiros locais com premiação para os primeiros colocados.

Referências

Municípios Alagoanos – Douglas Apratto Tenório: historiador – Rochana Campos: Geógrafa – Cícero Péricles: Economista – Maceió: Instituto Arnon de Mello, 2006

Ferramentas pessoais
Secretaria de Planejamento