Feira Grande

De WikiAlagoas
Feira Grande é um município brasileiro situado na Mesorregião do Agreste Alagoano e na Microrregião de Arapiraca.
Localização de Feira Grande em Alagoas.

Tabela de conteúdo

[editar] Etimologia

Situado em posição estratégica para o comércio, pois fica próximo à estrada que liga Penedo à capital, sua feira semanal crescia a cada ano, passando a ser conhecida assim quando era vila e depois município, em 1954. Antes, no início de sua formação, era conhecida por Mocambo, devido ao ajuntamento de escravos fugidos da região sanfranciscana. A cidade deve, portanto, o seu topônimo ao fato de ter a maior feira entre as que se realizavam nos povoados e vilas das imediações.

[editar] Demografia

Conforme o censo 2010 a população de Feira Grande é distribuída entre homens e mulheres. A população masculina representa 10.561, enquanto a população feminina é de 10.760 hab.

Em Feira Grande, existem mais mulheres do que homens. Sendo a população composta de 50.47% de mulheres e 49.53% de homens.

[editar] História

A primeira denominação do lugar, [[Mocambo]local povoado pela familia luciano.em 1883, evoca a saga dos escravos nos quilombos, que foram a principal e mais bem organizada forma de resistência à escravidão no Brasil. Os quilombos eram aldeias ou comunidades de escravos que conseguiam escapar do cativeiro desumano e tentavam reconstituir sua original vida tribal livre. As comunidades quilombolas eram chamadas de mocambo, onde a população vivia num regime comunal. Embora o mais famoso quilombo tenha sido o de Palmares, eles existiram em diversas partes. Na verdade enquanto durou a escravidão houve resistência através de quilombos. Infelizmente não existem registros acerca desse ajuntamento de escravos, um possível quilombo ou simplesmente um mocambo, formado a partir de fugas das fazendas da área do São Francisco.

Segundo os anais, Francisco José Gonçalves, procedente de Lagoa de Cima, município de Traipu, fixou residência na região, em data que não se pode precisar. Ele é considerado o pioneiro da colonização daquele território. A povoação iniciou-se com a chegada de outras famílias, atraídas pela fertilidade do solo. Em 30 de novembro de 1938 o povoado foi elevado à categoria de vila pelo Decreto-lei nº 2.435, com o nome de Mucambo, integrando o município de São Brás.

A vila prosperou ainda mais com a construção do trecho ferroviário ligando Palmeira dos Índios a Porto Real do Colégio, em virtude do grande número de operários chegados para trabalhar na obra. Oficialmente, o nome Mucambo foi substituído por Feira Grande pelo Decreto-lei nº 2.902, de ano de 1943. A sua emancipação política se deu em 5 de abril de 1954 pela Lei nº 1.785. Desmembrado de São Brás, o município foi instalado pelo então governador Arnon de Mello, em 25 de abril de 1954.

Gentílico: Feira-grandense.


[editar] Hino oficial de Feira Grande

Ó Feira Grande atraente acolhedora,

És protetora como não tem outra igual,

Original pela sua estrutura,

Cidade pura que apaixona a região,

Fostes refugio da escrava fugitiva,

Negra cativa odiada do patrão,

Quem te procura te encontra e aqui fica,

Cidade rica de cultura e atenção.


Ó Feira Grande,

Ó Feira Grande,

Entre as estrelas tua estrela brilha mais. (bis).


Lindos coqueiros belos campos lindas fontes,

Serras e montes não te fazem orgulhosa,

Religiosa ama a paz expulsa a guerra,

Dona da terra que acolhe os mais carentes,

Musa que dorme nos braços da natureza,

Tua riqueza não é ouro e nem patentes,

Tua riqueza é o povão que te recebe,

Fada que bebe água das treze vertentes.


Ó Feira Grande,

Ó Feira Grande,

Entre as estrelas tua estrela brilha mais. (bis).


Mataste a sede dos tropeiros viajantes,

Bravos gigantes que originaram teu nome,

Tiraste a fome da escrava que fugia,

Terra que um dia viu nascer à liberdade,

Mãe adotiva primitiva sem mistura,

Ó deusa pura cheia de alma de bondade,

Criastes gênios infalíveis terra santa,

Teu povo canta a tua felicidade,


Ó Feira Grande,

Ó Feira Grande,

Entre as estrelas tua estrela brilha mais. (bis).


Na tua festa cantaremos mil louvores,

Beijando as cores que tem na tua bandeira,

És grande feira, Feira Grande batizada,

Emancipada há vinte e cinco de abril,

As tuas serras tuas fontes tuas matas,

São deusas natas completando teu perfil,

Tu és guerreira que não mostra vaidade,

Minha cidade meu mocambo és meu Brasil.


Ó Feira Grande,

Ó Feira Grande,

Entre as estrelas tua estrela brilha mais. (bis).

[editar] Geografia

[editar] Localização

O município de Feira Grande encontra-se na parte central conhecida como Mesorregião do Agreste Alagoano. Estabelece limites com os municípios de Arapiraca, Lagoa da Canoa, Porto Real do Colégio, Campo Grande e São Sebastião. A sede do município encontra-se a uma altitude de aproximadamente 220 metros e coordenadas geográficas de 09°54'00,0" de latitude sul e de 36°40'40,08" de longitude oeste. O acesso a partir de Maceió é feito através das rodovias pavimentadas BR-316, BR-101, AL-220, AL-115, e AL-485.

[editar] Características Físicas

[editar] Clima

O clima é predominantemente do tipo Tropical Chuvoso com verão seco. O período chuvoso começa no outono tendo início em fevereiro e término em outubro. A precipitação anual média é de 1.634,2mm.

[editar] Solos

Os solos dessa unidade geoambiental são representados pelos Latossolos e Podzólicos nos topos de chapadas e topos residuais; pelos Podzólicos com Fregipan, Podzólicos Plínticos e Podzóis nas pequenas depressões nos tabuleiros; pelos Podzólicos Concrecionários em áreas dissecadas e encostas e Gleissolos e Solos Aluviais nas áreas de várzeas

[editar] Vegetação

A vegetação é predominantemente do tipo Floresta Subperenifólia, com partes de Floresta Subcaducifólia e cerrado/floresta.

[editar] Relevo

O relevo de Feira Grande faz parte da unidade dos Tabuleiros Costeiros (cerca de 70%). Esta unidade acompanha o litoral de todo o nordeste, apresenta altitude média de 50 a 100 metros. Compreende platôs de origem sedimentar, que apresentam grau de entalhamento variável, ora com vales estreitos e encostas abruptas, ora abertos e encostas suaves e fundos com amplas várzeas. De modo geral os solos são profundos e de baixa fertilidade natural. O restante da área do município (cerca de 30%), se insere na unidade geoambiental das Superfícies Retrabalhadas, formada por áreas que têm sofrido retrabalhamento intenso, com relevo bastante dissecado e vales profundos e altitudes variando entre 100 e 600 metros.

[editar] Hidrografia

O município de Feira Grande encontra-se inserido na bacia hidrográfica do Rio São Francisco, sendo banhado pelos riachos Passagem e Boa Cica, afluentes da bacia do Rio Jurubeba.

[editar] Águas Superficiais

O município de Feira Grande encontra-se inserido na bacia hidrográfica do Rio S ão Francisco, sendo banhado pelos Riachos Passagem e Boa Cica, afluentes da sub-bacia do Rio Jurubeba. O padrão de drenagem é do tipo dendrítico, e direciona-se preferencialmente no sentido NW-SE..

[editar] Domínios Hidrogeológicos

Área do município em estudo está inserida nos Domínios Hidrogeológicos: Fissural e Intersticial O Domínio Fissural composto por rochas do embasamento cristalino regionalmente representadas por granulitos do Grupo Girau do Ponciano e pelos complexos gnaíssico-migmatítico e migmatítico granítico (Arqueano), rochas vulcano-sedimentares, compostas por quartzitos, micaxistos, gnaisses e metavulcânicas diversas do Grupo Macururé e ortognaisses (Proterozoico).

[editar] Política Municipal

Prefeito: VERIDIANO ALMIR LIRA SOARES

Partido: PMDB 15

Gestão: 2013 - 2016

[editar] Indicadores sócio-econômicos

PIB - Produto Interno Bruto (IBGE-2008).

PIB Municipal = R$ 62.672

Agropecuária = R$ 13.543

Indústria = R$ 4.194

Serviços = RS 43.829

Per capita = R$ 2.876,16

[editar] Saúde

Feira Grande conta com 13 estabelecimentos ligados à rede municipal de saúde (IBGE-2009).

[editar] Educação

O município está inserido na área de abrangência da 5ª Coordenadoria Regional de Educação, com sede em Arapiraca.

De acordo com dados do Censo Escolar 2011, o município de Feira Grande possui 41 escolas, das quais 36 pertencentes à rede municipal, 4 à rede estadual e 1 à rede privada de ensino. Do total, 6 estão localizadas na zona urbana e 35 na zona rural (DataEscolaBrasil).

[editar] Economia

[editar] Produção Agrícola

De acordo com o IBGE, a atividade agrícola do município de Feira Grande consiste no cultivo de: Algodão, batata-doce, feijão, fumo, mamona, mandioca e milho.

No quadro ao lado, podemos analisar a produção dos referidos gêneros no município de Feira Grande, nos anos de 2007 e 2008.

Dados da produção agrícola do período 2007 e 2008.

[editar] Produção Pecuária

De acordo com o IBGE, a atividade pecuária do município de Feira Grande é contabilizada de acordo com a quantidade de: Asininos, bovinos, caprinos, equinos, galinhas, galos, frangas, frangos, pintos, leite, mel de abelha, muares, ovinos, ovos de galinha, suínos, vacas ordenhadas.

No quadro ao lado, podemos analisar a produção dos referidos gêneros no município de Feira Grande, entre os anos de 2003 e 2008.

Dados da produção agrícola do período 2003 a 2008.

[editar] Transportes

De acordo com dados do IBGE, a frota municipal de veículos em 2009 era formada em sua grande parte por motocicletas (671), seguido por automóveis (214), motonetas (132), caminhonetes (91), caminhões (28), ônibus (20) (IBGE).

[editar] Cultura

[editar] Figuras Ilustres

Pedro Nivaldo Lira e Geraldo Silva - Médicos em Arapiraca

Jarbas Tavares Lira - Engenheiro em Maceió

José Petrúcio Lira - Economista e Contador da Prefeitura Municipal de São Paulo

Manoel Ferreira Lira - Jornalista em Maceió

José Lira - Engenheiro na Bahia netaldo luciano-agricultor morador descendente dos fundadores dessa terra filho de pedro luciano.

[editar] Gastronomia

[editar] Folclore

Os folguedos mais destacdos são o Pastoril e o Reisado.

[editar] Religião

[editar] Religião Católica Apostólica Romana

População - 19.988

[editar] Religião Espírita

população - 22

[editar] Religião Evangélica

população - 717

[editar] Esportes

[editar] Vídeos

[editar] Ver Também

[editar] Referências

  • Municípios Alagoanos – Douglas Apratto Tenório: historiador – Rochana Campos: Geógrafa – Cícero Péricles: Economista – Maceió: Instituto Arnon de Mello, 2006
Ferramentas pessoais
Secretaria de Planejamento